Google+ Followers

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

AMAR A SI MESMO... É UMA NECESSIDADE!



               AMAR A SI MESMO CONSISTE EM:

- aceitar-se;
- gostar de si mesmo;
- desculpar-se;
- perdoar-se;
- ser bondoso consigo mesmo;
- ser paciente consigo mesmo;
- dar atenção a si mesmo;
- valorizar-se;
- respeitar-se;
- reconhecer as próprias qualidades;
- buscar o apoio do próximo quando necessário;
- cuidar da própria saúde;
- cuidar da sua aparência;
- cuidar da sua alimentação;
- cuidar da sua saúde mental;
- cuidar da sua saúde espiritual;
- elogiar-se;
- abraçar-se;
- proporcionar lazer a si mesmo;
- proporcionar a si mesmo o necessário repouso;
- gostar da própria companhia;
- não se criticar;
- não se impor disciplina rígida;
- não se comparar aos outros;
- evitar pensamentos assustadores...

    Só a partir do momento em que se ama, é possível amar o próximo. "Amá-lo como a si mesmo” -  em obediência à Ordem do Senhor.
    Amar o próximo é, nada mais, nada menos que: aceitar o outro do jeito que ele é, desculpá-lo, perdoar-lhe, ser bondoso e paciente com o outro, dar-lhe atenção, valorizá-lo e respeitá-lo, reconhecer-lhe as qualidades, elogiá-lo, não criticá-lo desnecessariamente, não esperar muito do outro...
   Experimentei, até aqui, sérias dificuldades quanto ao cumprimento deste Mandamento que, conforme Jesus explicou, resume as Leis e os Profetas.
   Sempre entendi que era para ser cumprido de trás para a frente!
   É fácil perceber que “amar a si mesmo” é a chave para amar o próximo...
   Refletindo mais seriamente, resolvi realizar uma pesquisa sobre o assunto.
   Que surpresa! O assunto incomoda não só a mim! Há muita matéria publicada na internet e há até um livro publicado recentemente e anunciado pela TV Canção Nova...
   Parece que “todo mundo” se deu conta, de repente, de trabalhar “o amor a si mesmo”!!!
   De fato, é fundamental (e difícil) amar a si mesmo...
   Não estou afirmando que já estou em condições de "amar o próximo como a mim mesma"... Mas já estou em condições de dar os primeiros passos.
   Na verdade, estou em condições de "tentar" os primeiros passos...

   


Nenhum comentário: