Google+ Followers

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

HENRIQUETA LISBOA






HENRIQUETA LISBOA, poetisa mineira, escreveu esta bela poesia intitulada "PASSOS".
A primeira leitura já faz chegar aos ouvidos os diferentes sons dos passos que ouvimos.
Quantas vezes, mesmo à distância, identificamos os passos de quem está adentrando a nossa casa!
Porém, relida, ruminada, sonhada, pensada traz-nos a constatação de que até os passos do ser humano denunciam as diferentes etapas da vida.
Não podemos queimar nenhuma das etapas que nos é dada viver.
Sigamos o nosso caminho com os passos da nossa idade. Mesmo porque não podemos mudar a vida.


                         
Passos de brinquedo, leves,
que não conhecem o chão.
 É o bebê que faz a estréia
com sapatinhos de lã.
Passos que dizem bom-dia
de tão claros, tão alegres!
São as meninas crescidas
que voltaram do colégio.
Passos enérgicos, largos,
tremem as próprias paredes.
São os homens do trabalho,
que não têm tempo a perder.
Vagarosos passos últimos
arrastados em chinelos.
São as vovozinhas surdas
acalentando seus netos

Nenhum comentário: