Google+ Followers

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

LONGEVIDADE

Um jovem de 18 a 20 anos, julga velha uma pessoa de 40/45 anos. À medida em que se avança na idade, os conceitos vão sendo alterados e já se diz "tão jovem"! Tem só 40 anos de idade!
Olha só o Richard Gare, que gato! Muito mais bonito que na sua juventude! Mais charmoso, mais talentoso...
 Aos trancos e barrancos, cheguei aos 6.6 - como se diz agora.
Tenho uma necessaire para carregar meus remédios e já vou ter que arranjar outra maior.
Carrego uma bengala ou uma bengala me carrega. Insônia. Hipertensão. Ah! Deixa pra lá.
A questão é: ficar velho é muito bom, mas há certos senões.
Ou se fica velho cheio de saúde (e não vai dar trabalho a ninguém) ou se chega à velhice com o bolso cheio de dinheiro para o custeio dos remédios, acompanhante, adaptação de banheiro e outros recursos mais que geriatras e arquitetos já colocaram à disposição do idoso visando facilitar sua vida.
"A vida é boa" - conseguiu pronunciar Machado de Assis nos seus últimos momentos de vida.
Mas, será que vale a pena chegar aos 150 anos como já apregoam os cientistas?
Os parentes que o digam... Têm que abdicar de uma série de oportunidades: sair, divertir-se, levar a própria vida.
Velhice invejável é a da Edith do Juca (Edith Vieira dos Santos). Com 90 anos de idade, não toma nem analgésico, caminha sozinha todos os dias...
Afinal, tudo depende mesmo da genética: a mãe dela, dona Albertina, viveu uma vida bem vivida até os104 anos!

Um comentário:

Lucia Sobreira disse...

Os parentes que me desculpe, mas eu vou e voce também viver uns centos anos bem vividos e com aGraça de DEUS.